Saturday, September 16, 2006

Amar


Amar!
Florbela Espanca
Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui... além...
Mais este e aquele, o outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!
Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disse que se pode amar alguém Durante a vida inteira é porque mente!
Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!
E se um dia hei de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar


qtas vezes será q terei q me perder p então quem sabe me encontrar?
Mas será q ainda me encontro?????

4 comments:

Anonymous said...

tá,fala que quer amar,e qd isso acontece fica neura,
nossa será q ele me ama?
será q me trai?
ai esse ciume q me mata.
será...
blá...blá...blá...
hahahahaha
vai saber...
vai entender...

bjão

Denise said...

não sou anonima
sou Denise
a dona do comentário acima
hahahahahahaha

Chatão said...

Hum, acredito q se possa amar a vida toda sim, amar é o sentimento mais profundo e simples ao mesmo tempo, podemos amar ao próximo, amar os amigos, amar um lugar, uma lembrança, uma música, mas o importante msm é amar a nós mesmos.
E sobretudo, amar sem esperar nada em troca, simplesmente pelo fato de amar...

Renato said...

Adorei o poema!!!


bjus